O mundo da Alexis recomenda Á procura do Amanhã.

O mundo da Alexis recomenda Á procura do Amanhã.
Este livro está disponível neste site www.wook.pt

As flores da Xana.


As rosas que eu guardo .
aqui bem dentro do peito.
Para dizer que as tirei.
Á xana com todo respeito !

Gosto muito de flores .
E com misturas também .
Parece uma primavera florida .
igual ao quintal da minha mãe .

Todas as plantas lhe pegavam .
Fossem murças ou secas .
bastava o carinho e a rega .
Para ficarem como frescas .


A minha grande amiga Leonor pegou mas minhas flores e fez este poema para mim,com tanto miminho,vou ficar muito mimada,obrigado Leonor pelo carinho e amizade,bjs doces.

Minhas amigas e amigos,votem please,bjs doces.

Thursday, June 4, 2009

De Lisboa ao Peso da Régua numa PX 125?


Viagem concluída,meta Peso da Régua.


Uma paragem para a máquina de rolos.


O que eu descobri,ehehe,estas fotografias já têem mais de 11 anos.


Ontem andei toda a manhã ocupada a limpar gavetas e armários,é sempre todo o ano a encher as gavetas,papeis e papelecos que guardamos,muitas das vezes nem servem para nada,eheheh.Num fundo de uma das minhas gavetas ,estava guardado um album antigo de fotográfias,bingo,o que eu achei,nada mais do que umas fotos de há 11 anos atrás,que eternidade.
E eis que irei contar a sua história,voltamos ao passado,ano de 1998 quando comprei uma PX 125 branca,uma boa mota.Um dia acordei e decidi ir visitar uns primos que vivem no norte,mais concretamente na bonita cidade do Peso da Régua, do bom vinho do douro,da broa de milho e do maravilhoso presunto,das cerejas doces e do seu povo acolhedor,com o sotaque do norte que eu tanto adoro.

Saída de Lisboa por volta das 8horas da manhã,ai fomos nós acaminho do norte,sempre por estradas segundárias,a primeira paragem já perto de Coimbra,para esticar a pernas,dar de beber a VESPINHA e beber um cafezinho.

Rodas a estrada pois o caminho ainda estava a léguas.Por entre camiões gigantes era literalmente empurrada para a linha da faixa,sempre juntinho ao passeio,sempre que um camião me ultrepassava toda eu balançava e o meu velho mapa parecia que ia levantar vôo a qualquer hora.

Paragem forçada numa estrada para lá de onde o gato perdeu as botas,fiquei com a viseira do capacete toda suja de moscas e mosquitos,parei para limpar e mais uma vez para estiçar as pernas,estava eu sentada no chão,quando derrepente me sai um senhor do nada,e me pergunta quanto é,olhem a minha cara de furiosa,fiquei a mais de 100 graus,peguei no capacete em punho e levantei-me como se me tivessem picado com um alfinete,sorte a minha que parou um carro com uma família e logo foi para ao pé de eles,uffa,deste nunca mais me esqueci.

Continuando a jornada lá fomos pela estrada fora,por entre paragens,e a próxima paragem foi já em Lamego,quando me dirigi a um grupo de taxistas barrigudos ,para lhe fazer uma pergunta,olharam para mim,e disseram" biestes naquilo para aqui?Nessa motoreta,carrago,ná pode ser? Depois de tirar a curiosidade, indicaram-me o que eu precisava saber.Ainda houve tempo para tirar umas fotográfias e toca a andar,pois o cansaço já me estava matar.

Depois de mais de 8horas e meia de viagem e por entre curvas e descidas,começo avistar a minha linda cidade do Peso da Régua,o empredado do chão até faz chiar os pneus pequeninos da vespa,subidas e descidas pelas ruas apertadas lá seguei ao meu destino, isto já passava das 5horas da tarde.

já lá tinha a minha espera um abraço e uma boa comidinha do norte,e foi assim que fiz uma das minhas grandes viagem numa Px 125 branquinha,que ainda hoje a tenho na minha garagem.
EH,recordar é viver....

20 comments:

Smsn - artes e ideias said...

é sempre bom recordar...não é??

bjssssssssss

smsnartes

Alexandra Moura said...

Se é Smsnartes,bjs.

MOTARTE said...

Adoro esta mota!!!

Espectáculo!!! ;)

Alexandra Moura said...

Eu também Motarte,bjs.

a responsável pela casa said...

Hummm...que delicia recordações são sempre bem vindas...obrigada pela visita...e quanto ao pão de iogurte concordo com você um café ou chá quentinho vai muito bem...aqui tá um frio que você não tem noção...Bjokitas t+
Rose

Marlene said...

haha Adorei mesmo! Imagino a aventura e a sensação de liberdade. adoro viajar amiga, mas como ando presa, nem imaginas estou a me desconhecer, Vir aqui e sentir um pouco de seu espírito livre e aventureiro me lembra de mim mesma! Eu também coleciono fotos. Beijos amiga!

Leonor said...

Recordar é viver .
Os tempos que já lá vão .
Como fez bem á xaninha .
contar esta recordação !

Anos depois a história se repita .
E que seja á Régua também .
Á casa da Leonor .
Que a receberá muito bém .

Que grande aventureira .
Eu gosto de histórias ouvir.
Elas enriquecem o nosso saber.
Faz parte da vida e nos ajuda a viver. Beijinhos parabéns pela sua linda história.

cilinha said...

Linda historia ...realmente vir de Lisboa nessa lambreta é obra....
mas essa de quanto é... esta boa !!!

para a proxima ja nao vens nessa motinha ,pois nao?

bom fim de semana

beijocasssss

sandra said...

olá amiga
já tinha soudades de vir ao teu cantinho que viagen nao ,mas é bom recordar um bom fim de semana

beijinhos

Alexandra Moura said...

Obrigada pelo seu comentário,bom fim de semana,bjs.

Alexandra Moura said...

Se é Marlene até bateu saudades,bjs doces.

Alexandra Moura said...

Olá amiga Leonor,como é bom lembrar das boas coisas,um dia destes tera que me fazer um arrozinho á moda do norte,bom fim de semana,bjs.

Alexandra Moura said...

Sim Cilinha é de 1998 eu comprei-a nova em folha a sair do stand,sim ainda esta boa,esta na garagem,mas desta vez se ai for já vou de caro pois a familia já aumentou e muito,bom fim de semana,beijokas doces para todos.

Alexandra Moura said...

Olá amiga já tinha saudades tuas também,bom fim de semana,bjs docinhos.

Karochinha said...

Amiga isso é que é uma grande paixão pelas motas, és uma doida, no bom sentido, claro!!!!!!!

Que aventura, fartei-me de rir com a tua descrição...eh eh!!

Beijocas minha amiga!

Alexandra Moura said...

Ainda bem que gostas-te e te pus a sorrir,bom fim de semana,bjs does.

nanda said...

Olá amiga, fiquei com um sorriso ao ler a tua fantástica história,adoro esse espírito.Eu também sou um bocado assim (agora já não tanto)o que me levou já a ser apelidada de vários nomes,rsrs, pelos meus impulsos "aventureiros".Mas o que importa, é aquela adrealina e o prazer de viver a situação, tão intensamente que quando as memórias chegam vêm assim, cheias de energia, saudades e sorrisos.
11 anitos..e tudo parece ter sido ontem, não é?Os pormenores, a energia, e até a motinha estão todos presentes..
Que bom recordar, e que bom teres partilhado.Gostei.
Beijinhos grandes e bom fim de semana

Alexandra Moura said...

Se é Nanda,quando vi as fotográfias,até sorri sozinha só de pensar nas aventuras que tive com ela,ehehe,resto de um bom domingo,bjs doces.

Canduxa said...

Alexis,

Essa viagem deve ter sido deliciosa....deixou boas recordações.
Por acaso a Régua é bem perto de Lamego, terra do bom presunto...e onde nasci e vivi até aos meus 20 anos.
Adorei esta sua aventura
Beijinhos

Alexandra Moura said...

Obrigado amiga Canduxa,bjs doces.


MusicPlaylistRingtones
Create a playlist at MixPod.com

Followers